segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Fashion Travel - Catanduva e as pinturas de Benedito Calixto


Cidadezinhas do interior brasileiro, dentre as quais se enquadra Catanduva, têm algo em comum: uma linda igrejinha católica no meio de uma praça que funciona meio como que uma marca para o centro da cidade. Quando uma cidade florescia, logo uma igreja se instalava.
Isso aconteceu nas cidades mineiras, onde cada mina de ouro ou diamante atraía população e igrejas majestosas eram erguidas, no estilo barroco, com esculturas e pinturas sacras. Muitas das cidades são verdadeiros museus a céu aberto. Salvador tem uma igreja pra cada dia do ano - dizem - mas eu nunca contei. Mas sim, são muitas.
Em Catanduva não foi diferente. Embora não haja tantas igrejas como em Salvador, que é uma cidade bem mais antiga, tem verdadeiras relíquias e muitos pontos turísticos que muita gente ignora, mas, quando vamos 'escarafunchar', ficamos surpresos.
Há alguns anos fiz uma série de reportagens para o jornal O Regional, sob o comando de Jocelito Paganelli na chefia de reportagem e Vânia Afonso na editoria.
O intuito inicial era fazer uma matéria só que mostrasse os atrativos turísticos, mas durante as pesquisas fui vendo que seria necessário fazer uma série, que durasse a semana toda, e a cada dia abordaríamos um tipo de turismo - arquitetônico, de negócios, natureza, etc - e a ideia foi aprovada.
A Igreja Matriz de São Domingos, na minha opinião, é o mais importante e belo atrativo turístico de Catanduva, não somente pelo conjunto da obra, mas pelos detalhes preciosos que ela encerra, dentre os quais as pinturas do famoso pintor Benedito Calixto.





O inteiror da igreja, simplesmente magnífico. E pensar que muita gente hoje em dia vem com essa de que porque o país é laico não pode ter símbolos cristãos em locais públicos e blá blá blá. E onde fica o respeito à cultura e a tradição de um povo? Na hora de bater pau de maracatu todo mundo faz em nome da cultura, mas isso aí que é um colírio para os olhos não é cultura brasileira? O Cristianismo não está enraizado na base da cultura brasileira? Daqui a pouco vão querer derrubar o Cristo Redentor no Rio de Janeiro... Ou quem sabe mandar uma expedição da NASA pro espaço pra tentar explodir o Cruzeiro do Sul.





A beleza da Arte Sacra está para qualquer lado que se olhe, na Igreja Matriz de São Domingos.





Benedito Calixto nasceu em Itanhaém, em 1853. Foi pintor, desenhista, professor, historiador e astrônomo amador. Uma preciosidade em nosso solo e muito pouco conhecido se comparado aos "artistas" que temos hoje no Brasil. Aliás, será que a própria população de Catanduva sabe quem foi Benedito Calixto?





Entre o final do século 19 e começo do 20, Benedito era simplesmente considerado um dos quatro grandes artistas plásticos paulistas.





Calixto foi pintor auto-didata e sofreu muitas privações financeiras em sua vida, tendo que inclusive pintar muros e placas de propaganda para sobreviver.




O dia hoje estava quente, iluminadíssimo e com um céu tiilntando de azul. E a luz entrava pelos vitrais da igreja, revelando a beleza das gravuras que estão por toda parte.





Capturando os momentos literalmente cruciais da Via Sacra.





Calixto morou em Santos, em Brotas e outras cidades. Em Catanduva, algumas de suas telas de teor religioso podem ser contempladas. É um privilégio que temos na cidade e que merecia ser mais conhecido.





O artista fez sua primeira exposição em 1881 no salão do jornal Correio Paulistano, em São Paulo, não tendo conseguido vender nenhum trabalho, mas obteve apreciação favorável da crítica.
Em 1882, foi convidado a realizar trabalhos de entalhe e pintura na parte interna do Teatro Guarany, em Santos, o que lhe rendeu homenagens e uma bolsa de estudos, para se aprimorar em Paris.




Na Europa, realizou várias exposições de sucesso. Trouxe na bagagem um equipamento fotográfico e tornou-se pioneiro, no Brasil, em pintar a partir de fotografias.
Calixto pintou para diversos museus e várias de suas obras também podem ser vistas no Museu do Ipiranga de São Paulo.





Pra finalizar minha pequena viagem, com tanta riqueza dentro de uma só igreja, o presépio de Natal, tão lindo, que ainda estava montado.

2 comentários:

  1. Um dos lugares mais belos de nossa cidade....Há algum tempo, fotografei o interior da igreja!!! Perdi até a noção do tempo....

    ResponderExcluir