quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Os sutiãs e suas lendas urbanas

Foi num mês de setembro - curiosamente o mesmo mês em que a gente está vendo tantos concursos de beleza acontecendo, inclusive o Miss Comerciária Catanduva, dia 14 - que aconteceu o episódio que ficou conhecido como a "Queima dos Sutiãs", por feministas, em 1968.
Era uma década de muita contestação e de muita busca das mulheres por seu lugar no mercado de trabalho e por serem reconhecidas por muito mais que um rostinho bonito. Obrigada, meninas. Toda vez que meu relógio despertar as 6 da manhã pra eu ir pro batente eu já sei quem agradecer.


Essas mulheres do Movimento pela Liberação Feminina, que aconteceu nos anos 60, nos Estados Unidos, resolveram protestar por ocasião do concurso Miss América, pra acabar com a festa. Os cartazes segurados por elas ironicamente dizem: "Bem-vindos ao Miss América, exposição de gado", e ao lado aparentemente a foto de uma das candidatas com seu corpo separado em partes, como se costuma fazer com o gado de corte. A queima dos sutiãs, portanto (fiquei sabendo recentemente) jamais aconteceu, porque elas não conseguiram permissão para atear fogo no local. Também não arrancaram seus sutiãs em público, como muitas fazem hoje em dia. Estes são apenas telefones sem fio que viraram lendas urbanas. As tais protesters simplesmente jogaram as peças numa espécie de latão.
Na verdade, eu acho que aí rolou uma pontinha de inveja. Já que eu não sou bonita, ainda não inventaram lente de contato e eu tenho que usar estes óculos de fundo de garrafa, vamos dizer que elas são oprimidas.
Não vou dizer que o movimento feminista não valeu ou não teve sua razão de ser, mas em tudo deve-se ter equilíbrio e aqui eu acho que elas exageraram um pouco. Afinal, nenhuma garota do concurso tinha ido amarrada e amordaçada, sob tortura. Era um sonho delas e que também tinha que ser respeitado. Assim, como até os dias de hoje, em que as mulheres já conquistaram seu espaço no mercado de trabalho em várias profissões, e muitas delas continuam acalentando o sonho de ser Miss ou modelo.

E já que é pra falar de sutiã, vamos contar a história dele.

O sutiã surgiu oficialmente na década de 20, quando os corsets (já falamos sobre eles no blog) foram abolidos, e a moda era disfarçar os seios, para ostentar um corpo longilíneo sem curvas. Katy Perry usou recentemente um modelito inspirado nos modelos da época, em que os seios não eram evidenciados por sutiãs.




Lá pelos anos 40, 50, os sutiãs adquiriram aquele famoso formato cone ou piramidal. Com as tais peças, os peitos ficavam parecendo umas turbinas. Era estranho, não acham?







Mesmo assim Madonna, que adora fazer a estranha, inspirou-se nas pin-ups anos 50 pra escolha de seu look assinado por Jean Paul Gaultier, numa turnê dos anos 90. Sim, o tal figurino virou perfuminho, né?




A peça também inspirou um editorial de moda recente.




Nos anos 60, as francesas Brigitte Bardot e Catherine Deneuve (na foto em cena do filme La belle du jour) faziam sucesso com seus sutiãs meia-taça.



O ensaio abaixo, com a modelo Bar Refaeli, para a marca Passionata, foi inspirado no meia-taça dos anos 60. E a pose clichê Playboy tentando agarrar o saltinho também é típica de pin-up.


Hoje em dia todo mundo quer ser pin-up, né? E a pin-up o que era? Uma versão mais piriguete da Miss. Sim, senhora, se nos anos 60 faltou fósforo, hoje as feministas teriam ido pra praça munidas de lança-chamas.



Até que enfim chegou numa época que eu lembro. O anúncio da W Brasil "O primeiro sutiã a gente nunca esquece". Mentira, eu esqueci. O que eu não esqueço é o pós-operatório da minha cirurgia de implante de silicone.
O sutiã era essa coisa aí. Que mais que eu vou falar? E essa boneca do lado? Creepy. Não sei o que é pior, se o sutiã, se a boneca, ou a cara de cólica menstrual da Patrícia Lucchesi, que depois de uns papeizinhos inexpressivos na tv, amargou o anonimato e deve ter queimado esse sutiã do inferno.

Nos anos 80, não mudou assim tanta coisa para o mundo fashion bra, mas já que foi a era das horrendas ombreiras, vou postar uma fotita da Juliana Paes, usando um sutiã inspirado nos anos 80, porque tem umas ombreirinhas que até gosto, não chegam a ser aqueles pães de forma que a Xuxa colocava em cima do ombro.


Eu lembro de ir à escola colocando aquelas ombreirinhas postiças (vinham até com velcro) embaixo da alça do sutiã, e por cima a camiseta do uniforme com a calça semi-bag. Dá vontade de voltar no tempo e dizer pra mim mesma: "Ô, deusa, faça isso nãooo...".


Nos anos 90, as coisas começaram a melhorar. Vieram os sutiãs com enchimento - primeiro com espuma e depois tinha um que era com silicone. Aquilo no alto verão de Catanduva queimava feito o espeto do Satanás. As alças de silicone quebravam um galho quando era pra usar uma roupa decotada.


Esse sutiã ainda é vendido (só pelo Senhor). Mas já aviso: depois de um tempo usando nesse clima cola-cola suadeira de Catanduva, esse silicone amarela e todo mundo fica olhando pra tua alça, como quem diz: "você está usando isso pra que não apareça, MAS EU TO VENDO ISSO!".



Afff, que venham os tempos modernos. Ergo um brinde para a Victoria's Secret, que inventou um sutiã que aumenta até dois números o tamanho do seu peito. E tanto é verdade que basta ver as modelos da VS desfilando na praia de biquini de cortininha. Parece número do David Copperfield. Cade as peitolinhas? Sumiram!




Acreditam agora?




Adoro sutiãs assim também, tipo corpetinho, principalmente no inverno.



Gisele Bundchen, que já tinha peito mesmo antes do miraculous bra da Victoria, muitcho ishperrrta, cansou de desfilar de calcinha pra VS e resolveu criar a própria marca. Provou que sabe dar bons passos não somente na passarela. Cheguei a comprar um divulgado por ela, da marca Hope. É realmente confortável, como diz ela ser a qualidade mais importante numa lingerie, mas aconselho quem for comprar a escolher um número menor porque ele laceia. E o meu ainda descosturou rápido demais. Não gostei, viu, Gisele.


Agora uma marca que eu estou gostando muito é a Arensky. O nome é estranho. Não sei quem é o publicitário dessa marca. Será que é o mesmo que faz os anúncios de cemitério aqui em Catanduva? O nome escolhido é horrível. Pra lembrar pra escrever aqui no blog eu tive que olhar lá atrás na calcinha. Parece nome de peixe. Não tem um peixe chamado arenque? Que ideia, meu Deus... Mas enfim, o que importa é que as peças são lindas e vestem muito bem. Super indico. Onde encontrar em Catan City? Acalanto Lingerie.


2 comentários:

  1. ...adoro Victoria's Secret...amo seus desfiles...amo seus cremes ...suas lingeries...ai ai ...so me falta o glamour...! kkkk

    ResponderExcluir
  2. Agora um serviço de informação e utilidade pública...postei no face hoje:

    Um pesquisador francês passou mais de uma década medindo os seios de 330 mulheres, com idades de 18 a 35 anos.
    Surpreendentemente, as que usavam sutiã levaram a pior: seus seios caíram 0,7 cm a mais, a cada ano, que os seios das demais mulheres. Segundo o cientista, isso acontece porque a lingerie limita o crescimento dos tecidos, o que faria os seios murcharem mais depressa.

    será?

    ResponderExcluir