sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Vestimenta é o terceiro item mais avaliado em entrevistas de emprego

A roupa que você veste é a terceira característica mais observada pelo empregador em uma entrevista de trabalho. Obviamente, o estudo da CarreerBuilder elencou o que é considerado pelas empresas, em casos de 'desempate', ou seja, quando se trata de decidir entre dois candidatos igualmente capacitados para a função.
Em primeiro lugar, com 27% da atenção do empregador, está o senso de humor do candidato. Pessoas com aquela cara de poucos amigos não são o que as empresas querem. Também não é pra chegar na entrevista como se fosse uma estrela de um show de humor. Sabe aquele bom-humor que flui? É isso.
Em segundo lugar, com 26%, ficou o quanto o candidato está envolvido em trabalhos voluntários. Você doa agasalho no inverno? Se preocupa com sua comunidade? Preocupar-se com o outro é algo muito bem visto no meio empresarial de hoje em dia.
Em terceiro lugar, até à frente do item "forma física", está o "como ele se veste". Por isso, o Catanduva Fashion dá algumas dicas pra você arrasar numa entrevista de emprego. Ao menos no que depender do visual. Tudo pra que você não tenha que ser tratada como foi a personagem de Anne Hathaway no filme "O Diabo Veste Prada".


"Quem é essa, gentem? A fiscal do controle da dengue?"




No filme, o visual "sou intelecual-não tô nem aí pra o que vocês de revista de moda fúteis pensam" irritava a poderosa Miranda PRO-FUN-DA-MEN-TE.


Mas quando Anne entendeu que não levava a nada dar murro em ponta de faca e o negócio era se jogar nas piscinas de Prada, Gucci e Chanel - afinal não dói nada, né, eu mergulharia com prazer nesta 'brincadeira' - recebeu o devido reconhecimento da chefona, que a olhou de cima a baixo, sem dizer uma palavra claro, porque chefe durona não diz mesmo, mas o sorriso monalísico dela já foi a glória para a nova mocinha convertida ao mundo fashion, Aleluia!




Mas e nós pobres mortais que não temos cacife para o figurino de Anne? Calma, não se desespere, a não ser que você trabalhe para uma mega bafônica revista de moda, óbvio. Se este não for o caso, ainda assim você pode se vestir muito bem, sem ter que gastar rios de dinheiro, investindo em alguns itens "must have" para a produção work do dia a dia.


Belas camisas, como as da marca Dudalina, são tudo de bom.




Não precisa ser sempre camisa. No Brasil, o clima é mais descontraído, além de muito quente. Por isso, as camisas de manga curta e gola polo da Lacoste fazem um esporte-fino ideal para o trabalho e você encontra esta marca em Catanduva, na Casa Fátima, à rua Minas Gerais, 103.





Um dos itens obrigatórios do guarda-roupa da pessoa fina no trabalho é a calça alfaiataria.


E para um look mais feminino, você também pode usar vestidos, desde que não sejam muito curtos. Uma boa sugestão é o comprimento até o joelho. O único problema é se você não for muito alta, pois este comprimento encurta a silhueta. Neste caso, opte por um vestido longo mais soltinho, no estilo boho-chic.




E os sapatos, como ficam? Se o seu ambiente de trabalho não permite tênis e você tem que usar algo mais social, você se sentirá mais confortável com calçados como este da nova coleção da Raffiny, que você encontra no Garden Shopping Catanduva. Lindos, não?








Para as mais românticas, uma blusa de poás com gola de laço. Lembre-se que o interessante é ficar elegante. No Brasil, o ambiente de trabalho não é tão exigente como nos Estados Unidos, por exemplo, mas também não dá pra aparecer no escritório parecendo uma Panicat.
E por falar no Tio Sam, tem até um episódio muito engraçado no seriado The Office (O Escritório), que mostra um dia de Casual Friday (Sexta-feira Casual). Lá sempre pega bem um look mais formal para o trabalho, então algumas empresas criam a Sexta-feira Casual, para propiciar aos empregados, naquele dia, irem com uma roupa mais confortável. Mas não vá fazer como a Meredith, que entendeu Casual Friday como o Slut Friday.


Olha o tamanho do vestido! O colega resolveu lhe avisar que estava vendo suas "partes". Sem cerimônia, ela não exitou em puxar o vestido pra baixo e... TAH DAH! Topless no escritório, para trauma geral no ambiente.


Se nenhuma destas dicas der certo, faça como na foto e amordaçe o seu gerente. Não, brincando... Não, é sério! Não, brincadeira... Não... né?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário